Incubação de ovos (chocar)

Conteudos deste artigo:
● Introdução
● Temperatura e humidade
● Viragem dos ovos (Volteio)
● Higiene

Introdução

A incubação de ovos de aves pode ser feita de duas formas diferentes:
-de forma natural, utilizar uma ave compatível com os ovos para os incubar;
-de forma artificial, utilizar uma incubadora programada para os ovos que vai incubar.

Neste artigo pretendemos explicar o que é necessário para que um ovo se desenvolva com sucesso, assim, o leitor não só fica a saber o que as aves fazem para a sua prole nascer, como fica preparado para fazer uma incubação artificial com sucesso.


São quatro as necessidades fundamentais de um ovo para que se possa desenvolver correctamente:
1-Ser mantido a uma temperatura constante durante todo o processo de incubação;
2-Estar num ambiente com a humidade correcta;
3-Ser virado frequentemente;
4-Estar num local onde exista oxigénio disponível e esteja livre de bactérias ou vírus que dificultem a sobrevivência e desenvolvimento do embrião (uma vez que o ovo “respira” através da casca).


Temperatura e humidade

Uma temperatura correcta durante a incubação é essencial para garantir que os processos metabólicos do embrião ocorrem a um ritmo correcto.
Por sua vez, a humidade correcta regula a quantidade de água perdida pelos poros do ovo (evitando situações de desidratação ou de “afogamento”)
Na seguinte tabela pode consultar qual a temperatura, período de incubação e humidade correcta para cada espécie (sendo que por vezes dentro de cada espécie pode variar também de raça para raça).



Periodo de incubação (dias)
Temperatura (ºC)
Humidade (HR%)


Durante parte do
período de incubação
Últimos 2 dias
Galinha (pode variar entre as raças)
21
37,5
40 a 50
70 a 80
Galinha d'Angola (Fraca)
28
37.5
50 a 60
80
Faisão (várias espécies)
23 a 27
37,3
45 a 55
75
Perdiz (várias espécies)
23 a 24
37,5
30 a 40
70
Codorniz (várias espécies)
16 a 23
37,3
30 a 40
70

Codorniz Japonesa
18
idem
idem
idem

Codorniz da Virgínia
23
idem
idem
idem
Pato (marreco/mudo)
28/35
37,5
86
94
Ganso (várias espécies)
28 a 32
37,3
86
94
Nandu
35 a 40
36
20 a 25
60 a 70
Ema
49 a 52
37
20 a 25
60 a 70
Avestruz
40 a 43
36,4
10 a 30
60 a 70
 
 
A subida da humidade durante os últimos 2 dias de incubação tem como função amolecer a casca/membrana de forma a facilitar a saída dos pintos.

Importante: O período de incubação referido na tabela é um valor médio, sendo que é possível haver nascimentos mais cedo ou mais tarde. Mas é importante ter em atenção se estes nascimentos extemporâneos são pontuais ou se são a maioria, porque podem estar a ser causados por algo que não a própria natureza dos ovos. O tempo de incubação é afectado directamente por vários factores como a temperatura da incubadora (se estiver abaixo da temperatura correcta os nascimentos atrasam-se, se estiver acima os pintos vão nascer antes de tempo) e a idade dos ovos (ovos velhos demoram mais tempo a desenvolver, sendo que ovos com 6 a 7 dias (contados a partir da postura) começam a ter menos vigor; até que em ovos com 1 mês de idade a fertilidade é praticamente 0%).


Viragem dos ovos (Volteio)

Os ovos têm que ser virados regularmente para permitir que o embrião tenha acesso a todos os nutrientes dispersos na clara, enquanto ao mesmo tempo se forma numa posição correcta para o nascimento.
O ideal é virar os ovos cerca de 90º (na imagem ao lado está um esquemático de um tabuleiro de poliestireno extrudido, com buracos redondos para os ovos, exemplificando como virar os ovos 90º) e devem ser virados a cada hora, como é feito nas incubadoras profissionais (uma vez que o embrião flutua dentro do ovo, é importante garantir que o ovos não se mantêm na mesmo posição durante muito tempo, porque o embrião irá estar em contacto quase directo com a membrana/casca do ovo, e pode colar, resultando em desidratação e morte). Se o volteio dos ovos for manual, e o numero de ovos reduzido, pode ser feito apenas 3 vezes por dia, mas quanto mais vezes melhor (é importante virar os ovos um numero ímpar de vezes de forma que todos os dias alterne a posição na qual os ovos ficam durante toda a noite) sem haver grande prejuízo para o sucesso de incubação (uma vez que, por exemplo, uma redução de 10% nos nascimentos em 12 ovos é apenas um ovo).
Como mostrado na imagem os ovos (de galinhas, faisões, codornizes, perdizes, etc.) devem ser colocados com a parte bicuda para baixo, de forma a que a câmara de ar presente na outra ponta esteja para cima.
Estudos no Institute de la Recherche Agronomique utilizando cerca de 2000 ovos em 18 incubadoras mostraram no entanto que os ovos de ganso são uma excepção e para obter o máximo sucesso na incubação devem ser colocados na horizontal e virados 180º.
Deve-se parar de virar os ovos 3 dias antes do nascimento dos pintos, e os ovos devem ser colocados na horizontal num tabuleiro (designado tabuleiro de nascimentos) com uma superfície aderente para evitar problemas nas pernas dos pintos (como pode ser visto nesta imagem).


Higiene

A correcta higiene, quer da incubadora, quer dos ovos, tem uma influência muito grande na percentagem de sucesso numa incubação.
Higiene dos ovos - antes de serem colocados na incubadora os ovos, que apresentem sujidade visível na casca, devem ser lavados com água morna e secos com um pano (não deixar a secar ao ar); É importante que a água esteja a uma temperatura superior à dos ovos, porque se os ovos forem lavados com água fria o seu conteúdo encolhe e as bactérias são "aspiradas" para o interior através dos poros da casca.
Higiene da incubadora - Antes de guardar a incubadora e antes de a voltar a utilizar, deve ser feita uma lavagem completa utilizando uma solução à base de creolina (água+creolina). De seguida deixar secar bem e só depois fechar para evitar formação de bolores.
(Nas operações comerciais onde são incubados milhares de ovos de cada vez, estas medidas de higiene são indispensáveis porque o decréscimo de apenas 1% nos nascimentos representa enormes prejuízo. No entanto, mesmo sabendo que estas percas são desprezáveis em incubações caseiras é altamente aconselhável seguir estas normas porque obter-se-ão mais pintos, e pintos mais saudáveis.)


Todos os artigos estão em actualização constante, se tem alguma dúvida contacte-nos que esta será respondida o mais brevemente possível e a resposta será acrescentada ao artigo.


Artigos relacionados:


1 comentário: